5 itens ‘populares’ no exterior com status de luxo no Brasil

By | October 4, 2012

Infelizmente, o Brasil ainda tem aquele complexo de “vira-lata” e quase tudo que vem do exterior é visto como de melhor qualidade. A consequência disso é que muitas marcas que são consideradas baratas e populares no exterior chegam ao Brasil com status de luxo.

Resumindo: Compramos gato por lebre. Veja abaixo 5 itens ‘populares’ no exterior, mas com status de luxo no Brasil:

1. Cerveja – Heineken

Na época da faculdade, tive a oportunidade de conversar com estudantes de intercâmbio da Europa e eles me contaram uma coisa que me surpreendeu: a Heineken é uma das cervejas mais baratas da região e muita gente não gosta dela.

Isso foi algo inesperado porque, no Brasil, a Heineken é considerada uma marca “premium” e é mais cara do que as cervejas nacionais (até mais do que a Bohemia e Original).

A triste realidade é que pagamos caro pela “Kaiser holandesa” e acreditamos cegamente (não mais!) que estamos bebendo uma cerveja sofisticada.

2. Lanches – Mc Donald´s / Burger King

Quando trabalhei nos EUA, a minha primeira refeição foi no Mc Donald´s. O ambiente em si era bastante parecido, mas uma coisa me chamou a atenção: havia um morador de rua sentado na mesa ao lado comendo o mesmo lanche que o meu!

Eu fiquei surpreso porque, naquela época, comer no Mc Donald´s era um hábito dos brasileiros da classe média ou até média alta. Apesar de não ser exatamente um item de luxo, o fato é que os lanches são caros e nem todos podem pagar quase R$20 por um combo.

Enquanto que nos EUA, o Mc Donald´s é um lugar onde até moradores de rua podem comer, aqui no Brasil, chega a ser um símbolo de ascensão social, já que a nova “classe média” pode consumir algo que não podia antes.

3. Carros – Toyota Corolla / Honda Civic

Na minha opinião, esse é um dos maiores ‘luxos disfarçados’ da história brasileira! A situação é tão bizarra que os estrangeiros, simplesmente, não conseguem entender como o Corolla ou o Civic podem ser considerados carros da alta sociedade brasileira.

Nos EUA ou Europa, eles são tão baratos que muitos universitários compram como primeiro carro. Recomendo que leiam o artigo A notícia que me intrigou logo de manhã, em que comento sobre uma reportagem de um jornalista estrangeiro “indignado” com o mercado brasileiro de automóveis.

4. Roupas e acessórios – Gap / Guess

Sinto dizer às mulheres que a bolsa da Guess não é nenhum símbolo de status no exterior, pelo contrário: a marca é considerada uma das mais baratas e acessíveis à população. Diria que ela pode ser equiparada à Marisa aqui no Brasil.

Não é à toa que o americano que trabalhou comigo me disse que não entendia por que as mulheres brasileiras valorizavam tanto as roupas e bolsas da Guess.

5. Tênis – Nike / Adidas

Lembram-se do morador de rua que encontrei no Mc Donald´s? Pois bem, um outro detalhe me chamou a atenção: o tênis dele era melhor do que o meu! Enquanto eu usava um Nike basicão comprado no Brasil ao preço de ouro, ele usava um Nike Shox de 12 molas. Para se ter uma idéia, esse tênis custa em torno de R$500 no Brasil.

Ao contrário do que muitos podem pensar, nenhuma pessoa no exterior se sente melhor ou se vangloria por usar essas marcas. Elas são apenas populares e acessíveis. Nada demais.

Ninguém é assaltado por usar um tênis da Nike ou Adidas porque, provavelmente, o ladrão também tem um igual ou até melhor do que o seu!

 

Atualização:

Eu acho revoltante os preços altíssimos de vitaminas e suplementos alimentares aqui no Brasil. Depois que encontrei uma loja online dos EUA que entrega na minha casa, parei de comprar muita coisa no Brasil. Caso tenha interesse, veja este artigo que escrevi sobre a minha experiência com este site.

 

Foto: FreeDigitalPhotos.net

 

25 thoughts on “5 itens ‘populares’ no exterior com status de luxo no Brasil

  1. Magna Fortunata da Silva

    Olá, Byong Kang

    Excelente a sua colocação a respeito de marcas e produtos considerados “TOP” por um considerável percentual de brasileiros. Eu concordo com voce e confesso que nunca consegui expor minha visão a esse respeito. Isso é sinal de que os brasileiros, em sua grande parte ainda não conseguem perceber a diferença entre valor real e valor imaginário.

    Reply
  2. Iolanda ribeiro

    Adorei a matéria! Tive a infeliz oportunidade de entrar no MEC Donald`s em Chicago, e quando estava em San Francisco, sinceramente…O que é aquilo? Não gostei da aparencia do ambiente, muito menos do sabor. Em relação as marcas…no comments.

    Reply
  3. Lucas

    Repare nos ingredientes da Heineken e depois compare com as outras cervejas nacionais da mesma faixa de preço. Você verá que é a única que leva somente água, male e lúpulo em sua composição, enquanto as demais levam conservantes e outros ingredientes. Logo, a Heineken pode ser considerada uma cerveja de melhor qualidade pela sua pureza.

    Reply
    1. Meg

      👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼 Bebo a Heineken porque é pura. Pode ser que outros bebam porque é holandesa e tal. Mas nem tudo se deve a isso. Comparar a Heineken com outras nacionais que não se preocupam com a qualidade e com o que é ser cerveja realmente não dá. Acho que são poucos os brasileiros que estão preocupados com isso. Já até ouvi “cerveja é cerveja”. Mas muita gente sabe saborear e entender o que é cerveja tb!

      Reply
  4. Gilmar

    Cara, a cerveja heineken (Com h minusculo porque é tão ruim que não vale nem o h maiúsculo) a primeira vez que tomei, não gostei e continuo não gostando, de todas que eu já tomei ela é a que eu achei mais ruim.

    Reply
  5. william haddad

    boa matéria mas demorará muito ainda para que o brasileiro possa ter conciência de como é infantil e simplório……

    Reply
  6. Robson

    Gostei muito do post, mas fico triste por sentir que essa realidade não mudará em pelo menos 200 anos. Tudo que vem pra cá, vem com esse maldito status de luxo. Uma prova maior são os carros. Todo mundo só fala nesse HB20, como se fosse o melhor carro já produzido no mundo, o que temos é apenas marketing em cima de um carro normal, com um preço um pouco mais baixo que o de costume (ajudado pelo IPI mais baixo, claro), resultado? Filas e mais filas de espera pra adquirir o super-carro. Triste.

    Reply
  7. Mateus

    Em relação aos carros, recentemente vi um post dizendo que o híbrido Toyota Prius, que nos Estados Unidos é o popular dos populares, está para vir pro Brasil no próximo ano, custando a bagatela de 120.000 reais. Pior de tudo que vai ter muito bobão comprando e se achando o máximo.

    Reply
  8. Augusto

    Isso é a triste realidade com um povo preocupado somente com BBB, carnaval e futebol…
    Heineken – com H maiúsculo sim – é comum na Europa e América do Norte (na central também), mas mesmo assim é melhor que muita cerveja nacional considerada como de primeira qualidade (e que estão bem longe de ser)

    Reply
  9. Carlos

    É…, e com essa mentalidade fútil e irracional do brasileiro, também se reflete na podridão da política. Somos acharcados através dos impostos e temos que nos submeter à leis que nos restringe cada vez mais, mas não atinge a “escória dominante”.

    Reply
  10. Heitor

    Isso está errado. Não quero dizer que não é verdade que lá estas marcas são populares, mas sim que mesmo elas sendo populares em países desenvolvidos, AQUI no brasil elas estão sim acima dos padrões de qualidade dos produtos nacionais, que por sinal só tem porcaria. Praticamente qualquer coisa popular de países desenvolvidos tem mais tecnologia e qualidade que as porcarias vendidas no brasil.

    Reply
  11. Oi

    eu acho q faltou o IPhone aí em??? Pq toda foto de americano que eu vejo, o cara ta com um…

    Reply
  12. Luciana

    A Heineken é barata mesmo no exterior, mas a maioria das cervejas o é… Como no Brasil só temos cervejas pilsen com mais de 50% de milho, aqui uma Lager um pouco mais encorpada como a heineken é Premium. Melhor, inclusive que as tais Bohemia e Original, que são também Pilsens com um pouco menos milho em relação à cevada…
    Na verdade o problema é que não temos variedades decentes de cervejas a venda nesse país e aí qualquer coisa que foge do padrão pilsen aguado, se torna diferencido.

    Reply
  13. Chef Ana

    A Heineken ter se popularizado no Brasil não é à toa já que as cervejas nacionais produzidas em grande escalas, como Brahma, Kaiser, Skol, são basicamente uma bebida fermentada à base de grãos, em grande parte milho ou soja. A cerveja é pra ser bebida em temperaturas que variam entre 5 e 7°C, mas já tentaram beber qualquer uma acima nessa temperatura? Tem que estar muito bêbado pra conseguir. A diferença de uma cerva brasileira (sem contar as artesanais) é que as estrangeiras possuem uma legislação pra pureza, ou seja, tem que ser feita a base de malte de cevada, lupulo e água. Existe as porcentagens extas, caso não é seguido esse padrão as cervejarias são fechadas e pagam uma significativa multa. Assim como os vinhos. Não sei vocês, mas eu basicamente só bebo cervejas importadas ou as nacionais que são produzidas de forma artesanal,principalmente as catarinenses. É sempre importante verificar o rótulo e ver a composição da sua bebida, o bolso vai reclamar um pouquinho, mas a sua cabeça e fígado irão agradecer muito.

    Reply
  14. rody

    Moro na Europa e com excepção da marca Guess o resto é verdade pra ****!

    Heineken é barata mas comparada as cervejas do brasil ela tem razao de ser Premium
    Tomei uma skol a pouco tempo e tinha esquecido ja como ela era aguada

    ja comparei carros aqui tipo um Hyundai veloster, que custa 20 mil euros aqui e 80 mil RS no brasil.
    Sem dizer uma Mercedes 4×4 que um brasileiro aqui comprou usada (1) por 40 mil euros e o preço dela no brasil e maior que 300 mil RS

    sem contar playstation3: 240 euros, nintendo wii:125 euros, Ipad 2: 325 euros, lcd 100″ 500 euros
    isso sao so exemplos que vejo todo dia nas lojas

    Nao sei como voces aguentam isso ai, tudo isso é imposto, Muuuuuuito imposto

    Reply
  15. Lilian

    E verdade mesmo,

    moro no Canada e aqui tudo isso e acessivel a todos, e tudo e comprado a vista ou sem parcelamento no cartao de credito (parcelar compras aqui e so pra eletrodomesticos e eletronicos caros), enquanto no Brasil voce compra uma camiseta polo da Lacoste por uns 200 reais, no minimo, parcelado em ate 12x enquanto a mesma camiseta aqui custa em torno de 40 dolares (20 dolares in boxing day)
    ja vi, em mais de 1 ocasiao, em uma loja da Guess, clientes barulhentos por causa do preco das mercadorias, nao preciso dizer que todos eles, eram brasileiros. Aqui quem usa Guess e piriguete, pq tudo tem muito brilhante e viscolycra, mesma coisa em lojas da Tommy Hilfiger e Oakley (onde grande parte dos produtos que tem o logo da marca bem evidente sao os mais comprados pelos brasileiros).

    Quanto aos carros, rio de pena dos brasileiros que se acham top pq dirigem um corolla ou Civic (usei um Corolla zerinho no meu curso de auto-escola). Aqui, estes carros sao como se fossem fiat palio ou gol no Brasil, carro top mesmo e de Lexus, Acura, Infinity pra cima.

    E triste ver essa diferenca social quando vou ao Brasil e ao mesmo tempo sinto pena destas pessoas que sao motivo de piada pra qualquer um que conhece a situacao no Brasil e la fora…

    Reply
  16. Alexandre

    Já que falou-se tanto de cerveja, então o que dizer-se da Duff que só agora começa a aparecer no mercado local?

    Reply
  17. Matos

    O maior problema no Brasil, são os altos impostos. Na maioria dos países da europa, os taxi são Mercedes; enquanto aqui este carro é para uso de milionários. Os nossos carros fabricados aqui, são um lixo para eles, enquanto o lixo deles é um luxo para nós. Será que isto é a falta de bom senso do brasileiro, é falta de dinheiro mesmo. Certa vez vi uma reportagem, que uma celebridade estava usando uma bolsa que custava R$ 7.000,00. E porque isso ?? Será que a bolsa merece este preço ? Será que é realmente necessário comprar uma porcaria para guardar tralhas neste valor, ou é apenas um símbolo de status, o prazer de humilhar os pobres mortais ???

    Reply
  18. Ariane

    Desde que um professor que eu tinha no Ensino Médio abria algumas discussões na classe a gente comparava essa diferença entre o preço das coisas no exterior e aqui no Brasil.

    Ultimamente estamos (nós?) focados no preço absurdo do Iphone 5, sendo que no Japão (me corrijam se houver algo errado), você pode tirar o aparelho “praticamente” de graça caso se tornar cliente “fiel” da Apple e nos EUA por menos de US$ 1.000 dólares, bem menos.

    Olha, vcs podem achar um absurdo, mas nunca ouvi falar da Guess, desta marca .-.

    Enfim, o governo “enfia” a faca nos produtos importados aqui no Brasil, mas aqui fazemos papel de bobo perante os estrangeiros, é triste esta situação…

    Reply
  19. nestor scheffel

    Não acredito, que um carro como o Corolla,que não da mecanica seja um carro ruim

    Reply
  20. lu

    Gente, O Brasil é jovem comparada a Europa que é velha e decadente nem sempre as coisas eram baratas por lá. O que deve mudar é a mentalidade do Brasileiro e buscar conhecer nossso BRASIL que é o pais mais lindo de mundo rico em todos os sentidos, nós é que produzimos comida saudavel é aqui que o estrangeiro vem ROUBAR nossa materia prima principalmente na biodiversidade é indio Brasileiro falando alemão frances ingles e assim por diante. Brasileiros vamos viajar aqui dentro tem lugares maravilhos ligados a naturesa principalmente. Os estrageiros amam nossa terra pois sabem que aqui as coisas ainda são verdadeiras e belas. Até digo que o unico motivo que Brasileiro deveria sair daqui era pra conhecer os museus e é só que esta gente aferece. Falta pra nós valorizar o que é nosso, Falta o povo brasileiro ir as ruas pra protestar contra corrupção superfaturamentos nas obras publicas descasos com sua gente. Tem muita coisa a ser mudada neste nosso lindo maravilho PAIS que em breve alimentará o mundo junto com China e USA. Nós criaremos a tecnologia do amanhã.

    Reply
  21. ELVIS SOUSA CARVALHO

    O CASO DO COROLLA E CIVIC CHEGA A SER PATETICO. O INTERIOR D0 NOVO COROLLA E TÃO SIMPLES QUE PAREÇE SER UMA PEGADINHA DE MAL GOSTO . O PAINEL E HORRENDO

    Reply
  22. Lene Ring

    Eu moro nos EUA (Arizona) e tenho que lhe dizer que os americanos valorizam muito o tenis da Nike.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *