Como cometer 4 erros financeiros em apenas uma frase

By | October 15, 2012

Há algumas semanas, vi uma série de reportagens sobre famílias endividadas que não conseguiam controlar os gastos e queriam a ajuda de um especialista para resolver os problemas.

Em uma das matérias, um sujeito que estava passando por dificuldades financeiras fez a seguinte declaração: “Financiei o meu carro zero e gasto quase 50% da minha renda com as prestações, mas foi um bom investimento”.

Isso mostra como a falta de informação e de hábitos corretos fazem com que muitas pessoas se enforquem financeiramente e vivam a vida apenas pagando contas.

Na minha opinião, existem 4 erros financeiros que esse indivíduo cometeu:

1. Comprou um carro zero

Conforme falei no artigo Não vale a pena comprar um carro novo!, o tão desejado carro zero km vale aquele preço somente quando está na concessionária. Saindo de lá, você já não conseguiria revender pelo mesmo preço que comprou, mesmo que tivesse dado apenas uma volta no quarteirão. Bem vindo ao mundo dos usados!

Além disso, a desvalorização de um carro novo é muito alta nos primeiros 3 anos. Se você quiser revendê-lo depois de apenas um ano, terá perdido, no mínimo, de 10 a 15% do valor. Faça as contas!

2. Financiou o carro

A menos que seja um caso de extrema necessidade (por exemplo, uma pessoa que trabalha com vendas), nunca financie um carro, pois isso é um péssimo negócio ao comprador. Dependendo do financiamento, você estará pagando por dois carros para levar apenas um!

O melhor a fazer é juntar dinheiro e pagar à vista porque, dessa maneira, você terá muito mais condições de “pressionar” o vendedor e negociar um bom desconto. Recomendo que leia o artigo Como negociar e conseguir bons descontos.

3. Comprometeu 50% da renda com prestações

Para ter uma vida financeira saudável, o recomendado é que a pessoa comprometa, no máximo, 30% da sua renda líquida (depois de descontados os impostos) com prestações.

O motivo é simples: Imagine que você seja demitido e fique 6 meses desempregado. As parcelas continuam vindo e não há dinheiro entrando no seu bolso.

O que seria mais fácil enquanto você procura um outro emprego: Pagar prestações que equivalem a 30% do seu antigo salário ou a 50%?

4. Afirmou que o carro é um investimento

É importante esclarecer 2 conceitos: Investir significa desembolsar dinheiro com a expectativa de gerar lucros, ou seja, ter um retorno sobre o capital investido. Gastar significa desembolsar dinheiro para realizar um desejo ou necessidade, sem ter a finalidade de dar algum retorno financeiro.

Eu posso investir em imóveis (comprar para revender ou alugar), poupança, fundos de investimento, etc. Agora, eu gasto dinheiro com alimentação, roupas, eletrodomésticos, entre outros.

O carro é um gasto e não investimento!

 

Foto: FreeDigitalPhotos.net

 

3 thoughts on “Como cometer 4 erros financeiros em apenas uma frase

  1. Bob South

    Certa vez brinquei com um amigo classificando o carro como ¨passivo permanente¨, já só gera despesas. O pior de tudo ainda, é comprar carro
    no Brasil. Os modelos considerados de luxo, são carros apenas medianos nos EUA.

    Reply
  2. Daniel

    Verdade o carro ser gasto, mas para quem ganha bem, o tempo perdido usando condução custa mais caro que a manutenção do carro.
    Sou comerciante, tenho um carro misto, de carga quando se retira os bancos e que da para usar como carro de passeios colocando os bancos traseiros.

    Ou seja para mim o carro e investimento, pois economiza em gastos com transportadora e ainda me serve como carro de passeio.

    Mas para casos como o citado acima, a compra e um péssimo negocio, e muita gente aproveita e pequena reducao do pio para gastar quase 2 carros financiando um que ainda só sera usado para passeio e acha que esta fazendo um bom negocio.

    Reply
  3. Priscila

    O carro pode ser usado como “investimento”. Desde que a própria empresa pague as prestações do mesmo!

    Pagar no minimo R$30,000.00 da sua despesa pessoal, para usar como “patrimônio” da empresa é investimento ilusório.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *