A viralização acidental que revelou uma fonte de tráfego bastante promissora

By | October 13, 2014

Viralizacao acidentalEste é um post que eu deveria ter escrito no início de Setembro, mas acabei deixando para depois e apenas essa semana me lembrei que era um assunto MUITO bom para compartilhar no blog.

(A procrastinação é um mal terrível! 😛 )

Provavelmente, você deve saber que, no ano passado, criei um ebook para compartilhar a minha experiência em entrevistas de emprego e ajudar candidatos que buscam uma vaga em boas empresas dando dicas sobre comportamento, perguntas e respostas reais etc.

Como havia sido aprovado em processos seletivos de grandes empresas e, naquela época, o Mundo Y era um blog sobre carreira (entre outros assuntos), achei que seria uma ótima maneira de fazer o meu negócio digital crescer.

Depois de pesquisar o mercado, percebi que o nicho de carreira era muito pouco explorado por pessoas que, apesar de não serem oficialmente especialistas em carreira, já haviam passado por todo o estresse de um processo seletivo e tinham muitas informações valiosas que poderiam ajudar um candidato.

Convenhamos: uma coisa é aprender com um “especialista” que dá dicas genéricas, outra coisa é aprender com alguém que participou do processo, encarou as perguntas do entrevistador, foi aprovado na empresa, acompanhou outras entrevistas de candidatos etc.

Esse era o tipo de informação que eu queria ter encontrado na internet quando estava procurando emprego, mas não havia nenhum material disponível.

A minha vontade de escrever o livro ficou ainda maior depois de ver vários blogs divulgando mitos e informações erradas sobre entrevistas, o que era extremamente prejudicial aos candidatos.

Por exemplo, diziam que você não poderia olhar para baixo durante uma entrevista porque isso era sinal de que estava mentindo (Detalhe: eu sempre olho em direção ao chão para pensar!). Uma outra dica bizarra que encontrei dizia que mesmo se o entrevistador oferecesse um café, o melhor era não aceitar. WTF?

Parece que SEO não é o único mercado que está cheio de mitos, não é mesmo? Hehe.

Pois bem, foi assim que surgiu o meu ebook Surpreenda o Entrevistador, onde compartilhei tudo aquilo que havia feito para ser aprovado em várias empresas, mesmo não tendo um perfil extrovertido e vendedor.

 

O choque de realidade

Demorei quase 2 meses para escrever o livro e criar a página de vendas. Como ainda não sabia mexer em muitas ferramentas e nem conhecia técnicas de copywriting, a página de vendas ficou bem mais ou menos. Não era uma porcaria, mas estava longe de ser considerada boa.

É neste momento que muita gente se depara com a realidade do mundo dos negócios: uma coisa é você criar um bom produto que atende as necessidades de um público-alvo, outra coisa é saber vendê-lo de maneira eficiente.

Você pode ter o melhor produto do mundo para resolver um determinado problema, mas se não souber atrair pessoas para a sua oferta e convertê-las em clientes, os seus ganhos serão muito abaixo do verdadeiro potencial.

Aquela ideia de que um ótimo produto conquista uma legião de clientes no boca a boca é mais bonita na teoria do que na vida real. Saber vender é tão importante quanto criar um produto de qualidade.

Nessa época, eu não sabia muita coisa sobre geração de tráfego e nem persuasão, então não preciso nem dizer que o produto foi um fracasso total. Após vários meses de trabalho, esse foi o retorno que obtive:

Vendas SE - 5 meses

Menos de 1 salário mínimo em 5 meses!

Depois dessa tentativa frustrada, nunca mais toquei na página de vendas e nem atualizei o ebook. Apenas deixei o site no ar porque ainda realizava algumas vendas por meio de afiliados, mas o valor das comissões não era nem perto de um salário mínimo.

Em resumo, deixei o projeto largado e continuei a minha vida em outros caminhos.

De repente, uma situação estranha me chamou a atenção: comecei a realizar várias vendas desse ebook no dia 17/08/2014. No início, nem dei muita importancia porque achei que fosse algum afiliado promovendo o produto e, nesse caso, a minha comissão seria de apenas R$16,17.

Após a 8º venda no mesmo dia, resolvi olhar com atenção quem era o afiliado que estava promovendo o meu ebook e percebi que a comissão que havia recebido não era de R$16,17; e sim de R$32,33. Isto significava que não era um afiliado promovendo o produto, e sim eu mesmo!

Vendas SE - Agosto 2014

Fiquei pensando: O que eu fiz no passado que poderia resultar em um aumento de vendas repentino? Analisei se a página de vendas estava nas primeiras posições do Google e nada. Verifiquei alguns vídeos que havia postado para promover o produto e nada.

A situação começou a se esclarecer depois que olhei o Google Analytics:

Visitas Guia de Entrevista

De uma média de 20~30 visitas, tive um pico de 428 visitas nesse dia!

O que mais me surpreendeu foi a origem desse tráfego:

Vendas SE -  Linkedin

LinkedIn? Achei estranho porque nunca fui um usuário ativo nessa rede social e sequer havia postado alguma coisa sobre o meu ebook.

Sendo assim, a única maneira de receber tráfego do LinkedIn era no caso de alguém ter compartilhado a página de vendas do produto à seus contatos, grupos etc.

Além disso, uma outra coisa que me chamou a atenção foi a conversão, que estava em 1,9% (a média de mercado é 1%), mesmo tendo uma pagina de vendas relativamente amadora. Se eu tivesse preparado um material de vendas melhor, certamente poderia ter dobrado essa conversão.

Você está conectando os pontos?

LinkedIn, tráfego, ebook sobre entrevista de emprego, conversão alta…

Pensamento LinkedIn

 

LinkedIn + Produto Digital = $$$

Linkedin-LogoAntes de tudo, tenho que admitir que o nicho de carreira e desenvolvimento pessoal não costuma atrair a atenção de muitos empreendedores digitais porque os assuntos abordados exigem um conhecimento mais específico, o que aumenta a dificuldade.

Por outro lado, essa barreira de entrada acaba se transformando em uma vantagem porque pouquíssimas pessoas atuam nesse nicho. Eu conheço apenas o Seiiti Arata e, talvez, mais media dúzia que realmente faz um bom trabalho pela internet.

A maioria dos profissionais desse nicho continua preso no mundo offline e não tem tanto conhecimento sobre marketing digital para promover os seus produtos e serviços. É isso que nós devemos aproveitar! 🙂

O LinkedIn conta com 16 milhões de usuários no Brasil e 67% tem diploma universitário. Veja aqui uma reportagem sobre o perfil dos usuários desta rede social.

O mais interessante é que o nicho de carreira e desenvolvimento pessoal é extremamente lucrativo por um motivo simples: faz parte do desejo humano querer uma vida profissional de sucesso e se tornar uma pessoa melhor, com mais conhecimento e habilidades.

Não conheço ninguém que esteja totalmente satisfeito e não queira melhorar nada na sua vida, seja qual for o critério: cargo, renda, tempo etc.

Apenas para dar uma ideia do potencial desse mercado, quando ainda trabalhava no banco, participei de uma feira sobre carreira com universitários.

Depois de um dia inteiro respondendo às perguntas, ficou claro que havia uma enorme falta de informação sobre como era um processo seletivo, quais eram as minhas atividades na área, quais ferramentas era importante aprender etc.

Este é um mercado sedento por informações de alguém que já trilhou o caminho que eles querem, seja relacionado à uma profissão ou à uma habilidade desejada.

 

Como pretendo atuar nesse nicho?

No post sobre as metas de 2014, disse que iria reformular o meu ebook sobre entrevista de emprego e transformá-lo em vídeo-aulas para facilitar a didática e também aumentar o valor do produto. Hoje custa R$37 e acho que poderia aumentar para R$97.

Infelizmente, ainda não consegui fazer isso, mas assim que terminar o meu curso de SEO, certamente irei retomar esse projeto.

O que realmente despertou a minha atenção nessa história foi o tráfego qualificado que se pode gerar pelo LinkedIn. Não se trata de visitantes curiosos que querem algo grátis, e sim pessoas dispostas a pagar pela informação que desejam. E quando o assunto é carreira, a maioria não costuma economizar.

Por isso, ao invés de promover esse novo produto somente com tráfego do Google, vou testar também o LinkedIn Ads, que é o sistema de anúncios pagos do LinkedIn, semelhante ao Facebook Ads.

Na minha opinião, a grande vantagem é que o público do LinkedIn é muito mais qualificado e propenso a adquirir produtos no nicho de carreira e desenvolvimento pessoal, vide os resultados que obtive com uma viralização acidental e uma página de vendas amadora.

Imagine a quantidade de vendas que poderia realizar se fizesse todas as melhorias no produto e promovesse de maneira mais ativa!

Apesar de não ter o costume de trabalhar com tráfego pago, acho que essa é uma oportunidade que preciso testar.

 

Como você também pode aproveitar esse mercado?

A primeira coisa a fazer é identificar as necessidades desse público-alvo e refletir como você poderia ajudar compartilhando algum sucesso que teve na vida profissional, seja qual for a sua profissão.

No meu caso, sei que há muitas pessoas com dúvidas sobre entrevista de emprego porque eu mesmo já estive nesta situação e não consegui encontrar boas informações, além das tradicionais dicas genéricas disponíveis em blogs.

Tudo o que escrevi no ebook foi baseado na minha própria experiência e contei vários detalhes dos bastidores de empresas em que fui aprovado. Isso é uma informação valiosa!

Além disso, é importante esclarecer que o nicho de carreira não se resume à entrevista de emprego, há diversos outros assuntos relacionados à qualificação profissional:

– Idiomas;

– Ferramentas (Word, Excel, Powerpoint etc);

– Liderança;

– Técnicas de venda e negociação;

– Como melhorar a escrita;

– Relacionamento no ambiente de trabalho;

– Etiqueta, etc.

Basta comprar uma revista Você S/A ou Exame para ver a diversidade de tópicos que existem nesse mercado.

Repito: No mundo online, esse nicho está totalmente aberto no Brasil!

Aqueles que criarem um bom produto (ebook, vídeo-aulas etc) à este público e dominarem a geração de tráfego pelo LinkedIn, irão colher ótimos resultados.

Esta será uma das minhas apostas para o ano que vem!

 

 

Imagem: freedigitalphotos.net

 

Author: Byong Kang

Engenheiro químico fajuto, ex-bancário estressado e atual empreendedor digital vivendo o estilo de vida que sempre quis!

36 thoughts on “A viralização acidental que revelou uma fonte de tráfego bastante promissora

  1. Susana

    Whowwwww!!!! inacreditável. Quando recebi o email sabia que viria algo de extrema qualidade. Absorvendo isso antes de comentar mais…. Parabéns ao Byong por compartilhar algo tão valioso. Algumas pessoas vão pegar todas as informações que você disponibiliza e faturar mais de 10K. Estou começando a me sacudir porque sinto como se estivesse em uma corrida pelo ouro, logo logo milhares de exploradores vão estar tentando tirar proveito dessas dicas.

  2. Edison Silva

    Byong

    Simplesmente Genial ( Pensar fora da Caixa Sempre).

    Parabéns!!

  3. Lucas

    Muito bom.
    Byong, você tem toda razão, temos que pensar “fora da caixa” fazer coisa novas e diferente, e não fazer o que a multidão ta fazendo.

  4. Daniel Grecco

    Olá Byong,

    Parabéns pelo artigo e pelos resultados, eu já tinha percebido isto, semana passada até testei uma campanha no Linkedin.

    O problema por enquanto é que o custo de campanhas no Linkedin é muito alto, você paga algo entre 4 e 7 reais por clique ( sim, você não leu errado, por clique.. ) há opção de campanhas CPM, mas mesmo no CPM nos testes que fiz o valor por clique acaba dando na mesma..

    Mas dependendo do produto e valor de comissão pode ser uma boa sacada sim.

    Forte abraço,

    Daniel Grecco

    1. Byong Kang Post author

      Olá Daniel!

      Mas será que não há uma forma de otimizar o custo dos anúncios da mesma maneira que é feito no Facebook Ads?

      Como tudo na vida, será preciso testar. Deve haver alguma maneira de pagar barato no LinkedIn.

      Abraço!

    2. Susana

      Oh louco, aí complica hein? Com um valor tão elevado uma campanha pode sair uma fortuna e ainda com o risco de não converter. Poderia ser um desastre completo. É uma ferramenta a ser usada com comedimento.

  5. Alexandre

    Acredito que dos Blogs que visito e que me cadastrei , o mundoy é o único que sempre me traz novidades de verdade já estou me cansando de tanto e-mail com a mesma coisa parece que um copia do outro e envia.
    Parabéns pelo seu trabalho valeu mesmo.

  6. Neemias

    Byong, tenho 19 anos e tenho profunda vontade de empreender, mas sou do tipo maximizador (estudo todas as possibilidades nos mínimos detalhes antes de começar em algo) e sou perfeccionista ao extremo. Já comprei 4 cursos, inclusive o Top Afiliado, já li 5 livros e já entendo como é o modelo de negócio digital, mas me falta uma coisa: como começar. Como disse tenho 19 anos, ainda não sou formado em nada nem tenho muita experiencia de vida pra poder empacotar informações e vender. E tenho receio de ser afiliado por não ter bônus exclusivos ou algo que me diferencie em relação aos outros afiliados. Amigos leitores, se alguém puder responder também, serei profundamente grato. Sinceramente, Neemias.

    1. Susana

      Amigo, isto é um problema. Pode me corrigir se estiver enganada, mas acho que no seu caso você pode estar um pouco inseguro para começar pelo receio de fazer algo errado. Então você espera o máximo possível para começar. O problema é que você nunca vai ter todas as condições perfeitas, e nao poderá dar o start;

      Você já está com uma carga de informações que no meu ponto de vista considero bem elevada. 4 cursos e 5 livros não é brincadeira. Acho que o ponto chave para você é simplesmente começar a colocar a mão na massa, e se segurar para não comprar mais nenhum curso. Afinal, você já fez um investimento considerável, e precisa aplicar as lições de todos esses cursos e obter algum rendimento. Não seja assim tão perfeccionista, comece do jeito que você puder. Logicamente cometerá alguns erros, mas será a experiência acumulada destes erros é quem vai te dar experiência.

      Não se preocupe por não ter bônus exclusivos para oferecer para sua audiência. Isso é algo que você não precisa ter necessariamente agora, existem muitas formas de começar, e isso não será impeditivo. Você terá bastante tempo para fazer algo especial que vai te destacar dos demais afiliados. Acumular experiência prática agora seria o mais importante no meu entender. No futuro você pode até escrever um ebook sobre esse tema, com seu nome e exclusivo. Sugiro até um título: “Como dar o primeiro passo no seu negócio virtual”. Uma vez que você supere esse problema poderá falar com autoridade e conhecimento de causa para ajudar outras pessoas que estejam passando pela mesma situação.

      Simplifique as coisas ao máximo. Não sei quais cursos tem aí além do Top Afiliado, mas nem tem muito o que dizer. Você pode fazer uma squeeze, começar a formar sua lista de emails e começar a criar relacionamento e oferecer alguns produtos Hotmart. Esse é o básico para se começar. Com o tempo e resultados você vai aprimorando, melhorando e evoluindo. Mas fique com o básico e nao tenha medo de dar o pontapé inicial.

      Susana

      1. DouglasRezende

        Olá Byong Kang..
        Muito bom por compartilhar este conteúdo conosco cara, realmente o nicho é tudo, se a gente não manter um foco em um nicho, dificilmente, vamos ter sucesso no marketing digital.. valeu por ter escrito este artigo e ter abrido nossa mente.

    2. Edson

      Olá Neemias.
      Sua pergunta (como começar?) é, provavelmente, a campeã da internet. Todos que estão começando têm essa mesma dúvida.
      Eu também fiquei muito tempo com aquela coisa na cabeça: “o que eu faço agora? Eu quero trabalhar com internet, mas quero algo profissional e perfeito” . Bem, isso é utópico, ninguém começa como um profissional e com o serviço perfeito logo de cara.
      Sugiro que, se você quer trabalhar como afiliado, promovendo produtos de outras pessoas, você precisa ter um site ou blog, ou então ter uma quantidade grande de pessoas conhecidas através de e-mail, facebook etc. porquê você tem que divulgar o produto (seja ele qual for) para que as pessoas comprem.
      Ser um afiliado de sucesso (vender bastante) demora e exige bastante trabalho, mas você só alcança os resultados “se você começar”.
      Existe um ditado que diz: “feito é melhor que perfeito”.
      Se você ficar esperando o conhecimento perfeito para depois colocar em prática, é bem possível que você não saia do lugar.
      Veja bem, isso não é para te desanimar, muito pelo contrário, depois que você cria um site ou blog, você tem que agir como um vendedor, ou seja, ter argumentos convincentes para fazer o internauta comprar o produto que você está oferecendo. Isso você só consegue praticando, errando, acertando e praticando e praticando e…
      Não existe uma forma de você começar com perfeição. Se alguém já te ofereceu isso, esqueça, é mentira.
      Para você ter uma idéia melhor sobre o que você quer e como começar, lei o artigo (caso você ainda não tenha lido) que está aqui mesmo no blog. http://mundoy.com.br/qual-estrategia-voce-deve-escolher-marketing-digital/
      Quando mais tempo você demorar para começar, mais tempo levará para adquirir conhecimento prático necessário e ter algum resultado.
      Para você ter uma idéia, eu resolvi agir ao invés de ficar só estudando estratégias. Através dos artigos do Byong e fuçando na internet, eu consegui fazer um site meia boca e colocá-lo na 1ª posição do goolge para uma palavra chave. Só que essa palavra chave tem pouquíssimas buscas e eu não vendi nada. Mesmo assim, ainda não desanimei, nem vou.
      Como disse o Byong, é preciso ranquear e ter argumentos convincentes para vender.
      O legal de trabalhar com internet é que você pode fazer os testes que você precisar, sem se queimar, ou seja, não é preciso mostrar a cara para aprender e conseguir resultados.
      Se você acha que não tem aquele “algo mais” que te diferencie dos demais é porque você ainda não começou.
      Comece e você vai encontrar, em si mesmo, esse “algo mais.
      Grande abraço e muito sucesso.

    3. Riva

      Amigo, sei que já passou um bom tempo do seu comentário, mas talvez essa frase ajude um pouco: “Feito é melhor que “Per feito”…”. Eu sou meio assim como você, e quando essa frase chegou aos meus ouvidos – aliás, aos meus olhos – me ajudou muito. Sucesso! Parabéns pelos excelentes conteúdos, Byong!

    4. Laura Schreiner

      Amigo, melhor do que tentar fazer bem feito é começar a fazer. Se você esperar estar perfeito em tudo para depois começar, não vai começar nunca!
      O bom em internet marketing é que podemos aprender tentando fazer.
      Você começa e depois vai aprendendo sobre as coisas conforme forem surgindo as dificuldades. Esta ainda é a melhor forma de aprender: na prática!
      Começa já e vai aprendendo conforme precisa.
      Meus votos de um tremendo sucesso!

  7. Renan Frias

    Byong,

    Parabéns pelo post. Como sempre ótimas sacadas.

    Uma coisa que você disse que não pude deixar de notar foi que você está fazendo um Curso de SEO, qual curso você está fazendo?

    Se puder comentar ficarei agradecido.

    Abraço,

    Renan Frias

  8. Suzana de Oliveira

    Ótimo post, sou psicóloga, trabalho há vários anos na área de RH, principalmente com Seleção, e sempre tive vontade de criar algo nesse nicho… acho que seu texto vai me ajudar bastante, obrigada por compartilhar a informação 😉

  9. Izaú Lima

    Ótimo artigo Byong Kang ,

    Certas dicas aqui do mundoy deveria ser paga para ser divulgada… rsrsrs. Também pretendo explorar essa rede social daqui pra frente.

    Valeu.

  10. Thiago

    Caramba Byong que sacada hein. Parabéns por compartilhar aos seus leitores.
    😀
    Podemos notar, a partir disso, que o mercado de infoprodutos ainda é imenso, e a variedade de nichos é gigantesca. Sabendo divulgá-los de maneira correta, as possibilidades de altos ganhos são grandes.
    Obrigado e boa sorte no seu ebook.

    1. Douglas Rezende

      Ola Byong,
      Muito legal o artigo, cheguei aqui através de um amigo tb do MD
      gostei muito de ler seu artigo muito bom mesmo, Obg pela sugestão acho que vou trabalhar bastante nessa parte do Linkind. Confesso que agora que vou me inscrever la.
      So tenho mas uma vez agradecer, Sucesso Abrs

  11. Susana

    Sem duvida alguma que o Linkedin é muito pouco aproveitado. Já até tinha pensado em algo relacionado a ele, visto que a maioria só foca nas redes sociais tradicionais. De fato, é uma rede social em potencial muito mal explorada. Infelizmente a mesma turma de sempre praticando SPAM, promovendo pirâmides e outras porcarias por lá.

    Por ser muito especifíca a maioria dos infoprodutos não pode nem ser oferecida por lá. O publico realmente tem um interesse bem específico. Mas é uma oportunidade que não se pode deixar passar em branco.

  12. Débora Alcântara

    Muito bom! Recebi por email esse post e logo pensei que seria algo genial, como sempre… Tenho muita experiencia na área de vendas, talvez isso dê um bom ebook, mas meu foco agora é adsense. Quem sabe mais para frente ne? É uma coisa a se pensar com certeza. Obrigado por dividir!

  13. Rogerio Gomes

    é a velha história de pensar fora da caixa e não, necessariamente, ir sempre com a onda do momento,. Seja em relação a nova forma de ganho ou mesmo, com a nova onde de trafego que está estourando.

  14. Luannna Cabral

    Ola Byong,
    Excelente matéria, cheguei aqui através de uma amiga tb do MD
    Tive um gosto mt grande de ler seu artigo mt bom mesmo, Obg pela sugestão acho que vou trabalhar bastante nessa parte 🙂 do Linkind. Confesso que agora que vou me inscrever la.
    So tenho mas uma vez agradecer, Sucesso Abrs

  15. Gustavo

    Ola ,
    Tenho muita vontade de trabalhar na internet, tenho um pouco de receio quanto a não conseguir ter visualizações, comprei já cursos de como importar e vender, consegui inclusive, vender por dropshipping no mercado livre, pesquisava itens , anunciava, disputava concorrência, e sempre analisava os quesitos, preço e tudo para conseguir vender, fiquei 2 meses focado trabalhando, porem devido ao atraso das mercadorias , minha conta foi bloqueada, devido ao numero de reclamações por demora nas entregas.
    4 meses depois consegui receber o meu dinheiro que ficou preso, calculando em media o dinheiro que recebi foi R$6.000,00 , e o que investi e paguei adiantado, foram mais ou menos 3 mil.
    Foi praticamente 100% de retorno, aonde quero chegar.
    Fico com receio de comprar cursos que prometem ensinar e no final não obter resultados.
    Sou dedicado e tenho foco , e inclusive acabei parando no seu blog Byong, que me deu uma luz e confiança, e estou resolvendo começar.

    Quero saber de você, e de todos que lerem também, se é possível mesmo atingir esses resultados (qualquer pessoa, no caso ‘eu’ ) e gerar renda, não de inicio, mas se é possível trabalhar com isso, conseguir meu sustento com o SEO e marketing digital.

    Aguardo ansioso o retorno.

  16. André

    Excelente post irmão, muito objetivo e uma visão fantástica, tudo que um empreendedor de verdade precisa ter…. e quando sai seu curso de SEO ? tem previsão?

  17. Denilson

    Olá, Byong Kang

    Mais um excelente artigo e como sempre mais um artigo pouco informado em outros blogs e sites do mesmo segmento.
    Gostaria de tirar uma dúvida pois sei que vc costumava utilizar esta estratégia. Mini sites ainda podem produzir um resultado positivo?
    Um site estático com poucas páginas pode conseguir um bom ranqueamento no Google e conseguir uma renda passiva?

    Obrigado…

  18. Joelson

    Ola Byong,

    Cara que coisa hein, como você relatou no post e pude perceber, nem sempre enxergamos grandes oportunidades como esta, fiquei mesmo admirado com o que te aconteceu.

    Parabéns pelo resultado e as dicas são ótimas, fico imaginando quantos nichos estão inexplorados, só esperando para sanar seus problemas.

    Parabéns e sucesso.

  19. Gustavo Freitas

    Olá Byong, sensacional o que podemos realizar se ficarmos atentos as oportunidades não é mesmo?
    Sucesso com seu projeto.
    Abraço.

  20. Daniel

    Olá Byong, no post você expõem que não tinha colocado nenhum tipo de link no linkedin, então como o linkedin linkou para você? Ao meu ver apenas duas maneiras possíveis, o Linkedin tem um sistema de rastreamento que achou seu site interessante para o público, ou algum membro do Linkedin o divulgou, você sabe qual foi o caso?

  21. Rafael Costa

    Olá Byong, recebi um email hj que me deixou preocupado.
    Estou na lista do Felipe Moreira e recebi uma mensagem com título de que o “SEO está acabando”.
    Sinceramente, não sei dizer se é um gatilho para ele vender algum produto ou se de fato o SEO esteja acabando. Se for este o caso, todo conhecimento acumulado sobre o assunto não valerá de nada?

    Como será o futuro? Só quem pagar por visibilidade irá aparecer nos resultados das buscas?

    Você acha que o SEO pode morrer ?

  22. Susana

    Oi amigo Byong!

    Esta semana você enviou notícias animadoras para os que acompanham o seu trabalho. Seu curso terá uma faixa de preço acessível se levarmos em consideração tudo o que você está disposto a oferecer. Sinceramente, achei que passaria facilmente de 3.000. Some-se a isso o fato do lançamento acontecer no ano que vem. Vai possibilitar que muitas pessoas se organizem para poder comprar. Quem nao tem dindin pode começar juntando desde já. Vai ser uma satisfação enorme prestigiar o seu trabalho.

    Mas eu ainda estou curiosa, você poderia pelo menos liberar mais alguns detalhes para nós sobre o curso. Quem sabe poderia nos adiantar quais são os módulos que iremos ver. Se puder liberar mais alguma coisinha vai ser bem interessante.

    Sei que está atarefado, espero noticias em breve. Forte abraço.

  23. Luiz Tuschinski

    Muito bom o seu post, Byong! O LinkedIn é um tráfego extremamente qualificado e de bom poder aquisitivo. Acredito que você pode colocar o valor de R$97,00 no seu e-book, que vai ser considerado barato pelo pessoal. Afinal, quem usar as suas dicas vai conseguir Cativar o Entrevistador. Isso não tem preço!
    Sabe que você me deu uma bela idéia… vou usar e depois te conto. Grande abraço e Sucesso.

  24. Alan

    Conteúdo sensacional como sempre! Obrigado por compartilhar seu conhecimento conosco. Muito gurus ficam no chinelo comparados com você. 🙂 rsrs

    Forte abraço…

  25. gilberto

    Ola tudo bem Byong Kang
    Muito bom seu post, fica um alerta para muitos empreendedores que ficam focados somente no nicho de ganhar dinheiro, este resultado que você apresenta aparentemente não foi bom, mais é uma análise que prova que existe muito campo dentro do marketing digital que ainda não foi explorado e trabalhar com pessoas que buscam um oportunidade de mudança em sua carreira pode agregar em muito, o que falta muita das vezes é foco, se focarmos em um nicho específico os resultados podem não aparecer na hora, mais torna você uma autoridade no assunto.
    Parabéns pelo artigo
    E Sucesso

Comments are closed.