Momento Gina Indelicada

By | December 18, 2013

Atenção: Este artigo não é promocional, ou seja, não tem como objetivo vender o meu curso, mas se tiver curiosidade de acessar, sinta-se à vontade! 🙂

 

GinaHá alguns meses, lancei o meu primeiro produto no nicho de internet marketing chamado Elite do Facebook, que foi resultado de testes que fiz monetizando fan pages.

À princípio, não tinha muito interesse em atuar neste nicho de “ganhar dinheiro”, mas fui convencido a criar o curso depois de vários pedidos de pessoas que viram os meus vídeos no Youtube e queriam replicar os resultados que estava obtendo.

Fiquei surpreso com a repercussão do primeiro vídeo: está com mais de 60.000 visualizações, mais de 300 Likes, mais de 130 comentários e está nas primeiras posições no Google e Youtube.

Sinceramente, não criei o vídeo com o intuito de vender produtos neste nicho, mas aproveitei que havia o curso do Felipe Moreira (CDF) e promovi apenas nos últimos slides.

O meu principal objetivo era mostrar os resultados dos meus testes e oferecer conteúdo de primeira linha para ganhar autoridade.

Depois de muito trabalho, lancei o meu próprio curso e, modéstia à parte, o curso é de EXCELENTE qualidade e totalmente prático, sem esoterismo ou masturbação mental que não gera nenhuma ação concreta.

A satisfação é enorme quando recebo emails como estes:

Testemunho 1

 

Testemunho 2

 

Testemunho 3

 

Procura-se parceiros

Logo após o “lançamento interno”, decidi entrar em contato com algumas pessoas que já tinham uma reputação neste nicho para formar parcerias.

Eu sabia que ter bons parceiros promovendo o seu produto era muito importante para alavancar as vendas em um nível que, dificilmente, conseguiria sozinho.

Como eu tinha um produto de ótima qualidade, pensei que não teria grandes dificuldades para encontrar parceiros que tivessem interesse em promovê-lo.

Então, selecionei algumas pessoas seguindo critérios pessoais e enviei emails com a expectativa de conseguir, pelo menos, 3 ou 4 bons parceiros.

As respostas que obtive dessa prospecção foram:

1- Disse que já estava focado em outras parcerias e que não tinha espaço para mim;

2- Disse que olharia o curso, mas nunca me retornou;

3- Nem me respondeu (e eu sei que a pessoa leu o meu email);

4- Aceitou, mas por conta da agenda pessoal, a parceria ainda não começou.

Além de outras respostas negativas.

 

A minha reação

Confesso que fiquei bastante desapontado porque tinha certeza da qualidade do curso, mas ninguém demonstrou tanto interesse quanto esperava.

Não guardo mágoas, afinal, eles tem todo o direito de escolher com quem desejam fazer parcerias e obviamente que a preferência é sempre daqueles que já tem uma presença significativa no nicho de internet marketing ou que tem amizade com alguém etc.

Eu também jamais aceitaria qualquer um como parceiro porque a minha imagem estaria em jogo, mas daria uma chance para provar que estou errado no meu julgamento.

Aliás, já recebi uma proposta de parceria, mas fiz tantas perguntas que a pessoa desistiu e nem me respondeu…hehe 😛

Pelo menos eu respondo, olho o material e deixo muito claro as minhas dúvidas e os meus motivos caso não aceite.

 

O meu plano   

Depois do ocorrido, decidi que o meu foco seria ganhar muita autoridade com este blog oferecendo conteúdo diferenciado e dominando a 1º página do Google.

Veja abaixo a evolução do Mundo Y para uma das keywords mais desejadas por empreendedores digitais:

Ranking 181213

O gráfico ficaria melhor se tivesse monitorado antes porque o blog nem aparecia nas 200 primeiras posições. Atualmente, está em 16º e em movimento ascendente.

Nos próximos meses, é muito provável que a minha foto apareça na 1º página do Google quando você digitar o famoso “como ganhar dinheiro na internet”!

Tendo esta autoridade e tráfego, será mais fácil de promover os meus produtos e serviços e, quem sabe, conseguir parcerias.

 

Momento Gina Indelicada

Depois que o Mundo Y alcançar as primeiras posições no Google, é razoável fazer as seguintes perguntas:

1- Será que as pessoas que me negaram a parceria ou nem me responderam, vão mudar de atitude e me procurar?

2- Será que eu deveria abrir as portas para aqueles que não fizeram o mesmo quando mais precisava?

Apesar do “eu Gina” querer bater a porta na cara, o “eu adulto” diz que, no futuro, podemos sentar e conversar como pessoas maduras e profissionais! 😉

 

Author: Byong Kang

Engenheiro químico fajuto, ex-bancário estressado e atual empreendedor digital vivendo o estilo de vida que sempre quis!

6 thoughts on “Momento Gina Indelicada

  1. Duarte

    É Byong a vida dura, mas é assim que é. Se tratando de business nunca devemos levar as coisas para o lado pessoal. Uma coisa eu aprendi nesta vida, é que não basta ser bom, o mais importante é o quanto nós conseguimos passar para outros essa imagem.

  2. Herbert Bento

    Fala Byong, não tenho dúvidas que conseguirás atrair a atenção dessas pessoas. Sem sombra de dúvidas. Agora, para o seu negócio, o melhor mesmo é pensar no crescimento, que virá através de afiliados. Você precisará deles!
    Abs
    Herbert

  3. Lucas

    Byong,

    Seu artigo me faz lembrar do inicio dos meus projetos online e as pedradas que levei de familiares e colegas de trabalho fora da internet.

    Enfim, com certeza as pessoas que lhe negaram parceria vão lhe procurar e outras também, pois você está colhendo frutos daquilo que semeou algum tempo atrás e ninguém joga pedra em arvore que não da fruto.

  4. Afonso

    Pois é Byong infelizmente é assim msm o mundo dos negócios, são poucas as pessoas que respondem os e-mails. Te acompanho a mais ou menos 1 mês devido o grupo Afiliados em Foco, e seu conteúdo é de extrema qualidade, bem que você poderia passar algumas informações de SEO para a gente. hehehe =P

    Abraço!
    Afonso Lopes

  5. Felipe Nascimento

    Você tem um forte ‘concorrente’ que é o Felipe Moreira. Digo isso pela visibilidade que ele conquistou com o curso sobre Facebook.

    Acredito que se você criasse uma página mostrando seus resultados (screenshot, vídeos, depoimentos, etc) somente para afiliados, é bem provável que eles mudem de ideia e passem a promover seu produto.

    O afiliado promove aquele que ele acredita que dá certo, por isso é importante estar acima dos concorrentes fazendo o que eles não fazem.

    Abraço Byong!

  6. Benedito Mariano da Silva

    Caro Byong,
    Apenas dê tempo ao tempo, os atalhos nem sempre são vantajosos, a pressa é inimiga da perfeição.
    Em seu curso diz alguma coisa sobre isso, passos de bebê, porém com segurança.
    Sua bola já foi lançada e sua trajetória neste momento está em ascensão contínua, obtendo aqueles resultados positivos tão esperado.
    Momento de reflexão, revisão dos passos com sabedoria e muita calma.
    Estamos juntos, torcendo por você.
    Mariano

Comments are closed.